Luximos Christie's International Real Estate

Como proteger a sua casa do vírus?

Como proteger a sua casa do vírus?

Em tempo de muita informação, a LUXIMOS Christie's consultou especialistas e manuais hospitalares e elaborou uma lista de 10 regras que protegem a sua casa.

Vivemos tempos excecionais. O mínimo que podemos fazer é tomar precauções máximas. Por isso, a primeira ideia que deve reter é esta: só ficaremos todos juntos depois se estivermos todos separados agora. A segunda ideia que deve ter em mente é que nunca a nossa casa foi tão importante na defesa da nossa saúde, pelo que, além de não a abandonar, deve prepará-la para potenciar esse efeito de proteção. Finalmente, pedimos-lhe que mantenha a confiança em nós, porque não lhe vamos faltar.

Nesse sentido, tomámos duas decisões: reforçar todas as atividades de trabalho à distância, para que possamos continuar perto de si - estamos à distância de um telefonema ou de um email. E elaborar uma lista de regras, que lhe pedimos que siga com rigor, para que possamos sair desta pandemia o mais depressa possível.

Seguindo a nossa política de rigor, as sugestões que lhe fazemos têm por base a consulta a vários especialistas e manuais hospitalares criados propositadamente para a pandemia Covid-19. Não facilite, fique em casa e cumpra as regras. Pelo seu bem, pelo da sua família e pelo de todos nós.

Lembre-se: desta vez, todos contamos. O mais pequeno gesto tem a máxima repercussão.

1. Palavra-chave para ficar em casa: disciplina

Todos gostamos de ficar em casa, exceto quando somos obrigados a isso. Para que este esforço possa ser atenuado, a palavra-chave é: disciplina. Defina horários para acordar e para adormecer. Não prescinda do banho nem de vestir-se como fosse para a rua. Diga "não" ao pijama e ao sofá. E estabeleça um número de horas máximo para estar online e para ver televisão.

2. Palavra-chave para não engordar: prazer

A ansiedade, a irritação e o confinamento parecem ter todos o mesmo destino: a cozinha. Se começar a comer em piloto automático para enganar o tempo e os nervos, há uma certeza que pode ter: quando isto passar, estará bastante mais gordo e, portanto, com menos saúde. Por isso, aprenda a retirar prazer da alimentação, não só do tempo que agora tem para as refeições, mas também de cada alimento. Prove coisas novas, repare nelas e sinta o prazer de as saborear.

 

Artigo relacionado: 20 razões que fazem de Portugal o maior segredo da cozinha europeia

 

3. Compras em pousio durante 24 horas

Se ainda não tiver aderido às compras online, ir ao supermercado é uma das poucas razões para sair de casa. Nesse caso, leve o seu próprio saco e mexa nos alimentos com luvas. Seja qual for a sua opção (compras online ou no respetivo estabelecimento), não arrume as compras no próprio dia. Deixe-as em pousio durante 24 horas, pelo menos. No fim, lave o saco usado para as compras a uma temperatura de 60º graus.

4. Roupa e sapatos interditos em casa

Se for à rua, não pode usar essa roupa e esse calçado dentro de casa. A maneira mais fácil de interiorizar uma regra que não faz parte dos nossos hábitos é imaginar que está a chover muito e que a sua roupa e o seu calçado estão completamente molhados. Por isso, tenha sempre um saco ou uma caixa à porta para colocar a roupa molhada. Quanto aos sapatos, prepare, antes de sair, uma superfície com um centímetro de lixívia. É lá que deve colocar os sapatos quando chegar. Idealmente, devem permanecer nessa desinfeção durante 24 horas.

5. Casa de banho: pessoal e intransmissível

Pode não ser possível que cada elemento da família tenha a sua casa de banho, mas pelo menos durante este período cada pessoa deve encarar as suas toalhas como pessoais e intransmissíveis. E mesmo não sendo o sabão a opção com que mais nos apetece lavar as mãos, tenha sempre um sabão azul no lavatório. É mais eficaz do que o álcool no combate ao vírus. Demore sempre vinte segundos a lavar as mãos. É o tempo de cantar duas vezes o "Parabéns a você". Evite tocar nos olhos, no nariz e na boca em qualquer circunstância.

6. Balcões e joias: o perigo das superfícies frias

Não havendo ainda certezas sobre o período de sobrevivência do vírus em todos os territórios, sabe-se já que a sua resistência varia consoante a temperatura das superfícies. Assim, balcões de cozinha em mármore ou cerâmica são perfeitos para o seu alojamento. Por essa razão, mantenha sempre a casa toda desinfetada (não precisa de recorrer à lixívia, há detergentes em gel com concentração de álcool de 60% - e isso basta), mas preferencialmente a cozinha. Não partilhe louça nem talheres e, depois de usados, lave-os sempre na máquina em água quente. Se costuma usar joias, mesmo dentro de casa, como aliança de casamento, relógio ou brincos, retire-os e faça uma pausa. Cada anel é uma porta de entrada do vírus.

7. O diabo está nos detalhes

O maior desafio deste tempo é o de aprendermos a reparar naquilo que nunca antes tínhamos reparado. É o caso do puxador da porta da rua. Se vive numa moradia, coloque uma luva na maçaneta. Se vive num condomínio, coloque uma luva no seu apartamento e outra em todas as portas de entrada comuns, incluindo a porta para a garagem e, se for o caso, para o ginásio. É um detalhe que faz toda a diferença.

8. Dupla proteção para o lixo

Sempre que for colocar o lixo no depósito, coloque o saco dentro de um segundo saco. E nunca deixe máscaras e luvas, depois de utilizadas, em qualquer outro local que não diretamente no lixo. O vírus sobrevive até cinco dias na madeira, no plástico, no vidro e no papel. Não se esqueça de lavar as mãos de seguida. Em contrapartida, a sua capacidade de resistência diminui consideravelmente quando exposto à luz e ao calor. Por isso, abra as janelas todos os dias, deixe entrar o sol. Lembre-se de que o vírus possui uma estrutura muito frágil, semelhante a uma fina membrana de gordura e proteína. Ao ar livre, desidrata, seca e morre.

9. Casa interdita a exceções

LUXIMOS, casa, coronavírus

Não abra exceções. Não receba ninguém em sua casa sem ter a certeza absoluta de que a pessoa em causa esteve 14 dias em isolamento. Esta regra não vale apenas para visitas para almoçar ou jantar. Vale também para serviços domiciliários. Por exemplo, não aceite que ninguém vá arranjar-lhe o cabelo a casa (é aconselhado andar com o cabelo sempre apanhado, quanto menos exposto, melhor). Ou tratar do jardim. Ou de qualquer outro assunto que implique contacto.

10. Animais de estimação

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, não há certezas sobre a capacidade de infeção e disseminação da Covid-19 por parte dos animais de estimação, nomeadamente cães e gatos. Contudo, justamente porque não existe informação científica sobre o assunto, deve evitar passear os seus animais em zonas que não possa assegurar estarem completamente limpas. E, mesmo assim, deve desinfetar tudo quando entrar em casa, incluindo as patas dos animais.

 

Artigo relacionado: Top 5 das raças de cães ideais para apartamentos

 

Uma dica extra, beba água. Beba água, por pouca que seja, a cada quinze minutos.

E fique em casa.

 

Artigo relacionado: 5 razões pelas quais tem mesmo de comprar casa no Algarve  

PEDIDO DE CONTACTO
PARTILHAR EM:

Imóveis em Destaque: Porto, Algarve, Norte de Portugal

REDUÇÃO DE PREÇO
Terreno com loteamento aprovado para moradia, Vila Nova de Gaia
Ref.: LS03454
€ 152 000
Apartamento novo de design moderno com vista mar em Lagos, Algarve
Ref.: 1LS00636
€ 475 000
Venda de moradia próxima do mar, Vila Nova de Gaia, Porto
Ref.: CS03053
€ 650 000
Venda de propriedade secular em Portimão, Algarve
Ref.: 1CS01083
€ 8 000 000
Moradia triplex moderna, Valongo, Porto
Ref.: LS02653
€ 400 000
Apartamento de luxo em condomínio fechado, Porto
Ref.: CS02473
€ 2 850 000

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

© 2018, LUXIMOS.  | ENTREPORTAS
Contacte-nos
Algarve
+351 289 035 465
+351 932 773 095

Porto e Norte
+351 224 057 008
+351 932 773 095